• Sempre em cima da hora!

    Bússola Campanhas - Eleições 2020

  • O período eleitoral nas eleições municipais de 2020 é curto e demandará que as candidaturas considerem o tempo de campanha como um recurso, assim como o dinheiro. Serão apenas 49 dias para as candidaturas pedirem abertamente por votos dos(as) eleitores(as). A estratégia de campanha deve considerar alguns fatos curiosos, dentro deste período de campanha, o principal deles é a concentração da tomada de decisão do eleitor nos últimos momentos de eleição.

     

    De acordo com os dados coletados nas eleições de 2018, dentre as centenas de milhares de usuários eleitores(as) da plataforma Bússola Eleitoral, cerca de 55% fez o cadastro na plataforma entre às 18h do dia 06 de Outubro de 2018, até às 18h do dia 07 de Outubro de 2018. O pico de acesso veio no sábado, por volta das 20h e no domingo pela manhã. Até aqui não há nenhuma surpresa quanto ao fato de parcelas significativas do eleitorado escolher suas candidaturas nos últimos momentos das eleições. A grande novidade é o fato de ser possível quantificar está incidência.

     

    Para as candidaturas, resta compreender este movimento e aproveitar estes momentos finais para chamar a sua atenção, sempre atento ao Artigos 39 e 39-A da Lei Nº 9.504, de 30 de Setembro de 1997, onde podemos ver os limites da propaganda eleitoral no dia anterior e no dia eleição.

     

    É fundamental que o planejamento das candidaturas considere estes dias que antecedem as eleições como estratégicos e que podem definir a sua vitória, ou derrota, ainda mais em eleições proporcionais de pequenos e médios municípios. Nota-se nestes municípios que algumas disputas são definidas com algumas dezenas de votos de diferença. Falaremos mais sobre como as novas regras para as eleições proporcionais podem impactar a contagem de votos nas próximas eleições.

     

    É possível verificar as permissões e proibições específicas no Artigo 39, parágrafo 9, da Lei nº 9.504, de 30 de Setembro de 1997.

     

    Recomendamos que a candidatura:

    • Esteja presente em plataformas de descoberta de candidaturas. Você tem algumas opções, como a Bússola Eleitoral;
    • Deixe claro para a sua rede de voluntários e apoiadores a causa que você representa. Mesmo que isso tenha sido abordado em toda a campanha, reforce neste momento final a mensagem de mobilização;
    • Faça um esforço final de mobilização da sua base de voluntários para pedir voto de porta em porta no dia que antecede a eleição;
    • Realize eventos para agradecer o apoio de seus eleitores durante a campanha e peça para que eles divulguem a sua candidatura entre as pessoas próximas;
    • Esteja presente na mídia, e divulgue a sua campanha até às 22h do dia 03 de Outubro de 2020. 
    • Crie #hashtags para mobilização dos eleitores e invista recursos em anúncios online - fique atento aos termos de uso de cada plataforma e aos limites impostos pela Lei nº 9.504.

    Todas as recomendações acima são derivadas de um planejamento antecipado que as campanhas eleitorais precisam iniciar em sua pré-campanha, construindo uma rede de doadores para sua campanha, estruturando uma equipe efetiva e com clara organização, análise de dados eleitorais da sua região, presença nas mídias online e a apresentação das ideias do pré-candidato (sem pedido explícito de voto).

     

    A campanha eleitoral demanda organização e técnica na hora de compartilhar sua ideias com o eleitor. Ao contrário do título deste artigo, é recomendável que as candidaturas que buscam vencer as eleições comecem a sua preparação o quanto antes.

  • Luis Kimaid